22/05/2012 18:16

ECONOMIA VERDE PARA UM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL É O TEMA QUE SERÁ DISCUTIDO NA RIO+20.

A Conferência Rio +20, vê na Economia Verde uma oportunidade de apresentar ao mercado, as vantagens competitivas que um setor pode ter ao trabalhar o meio ambiente em seu processo produtivo. São propostas para os setores da agricultura, água, construção civil, energia, saneamento, tecnologia, transporte e turismo com condições de criar oportunidades para investimento, desenvolver e aplicar novas tecnologias e aumentar o valor agregado de nossos produtos com qualidade ambiental.

 

A economia verde deve ser uma economia competitiva e adaptada aos novos desafios do mundo, exigidos pela crise econômica internacional e pelas mudanças climáticas.

Algumas questões podem ser trabalhadas para que o desenvolvimento da economia verde tenha sucesso, por exemplo:

a) desenvolver novas tecnologias que beneficiem uma produção sustentável;

b) estabelecer uma Política Nacional de Resíduos Sólidos;

c) valorização de áreas ambientais, com incentivos financeiros, de forma que a população que cultivam agricultura de consumo possa preservar e reconhecer o valor da terra.


d) criar legislações e processos para o estabelecimento de preços mais justos para o pequeno agricultor.

e) diminuir a desigualdade social brasileira com a discussão da erradicação da pobreza A redução da pobreza é requisito para um desenvolvimento ecologicamente viável.

f) educação ambiental e democratização da informação para a população de baixa renda.
g) mais eficácia das políticas públicas sobre meio ambiente,

 h) motivar um consumo consciente, procurando preservar a terra de cultivo e a mata nativa.


i) investimento na qualidade da educação brasileira.

Um planejamento em termos de projetos, planos de ação e negociações setoriais devem viabilizar os trabalhos para a direção de uma economia completamente verde, seguindo os requisitos e a tendência internacional da economia de baixo carbono.

—————

Voltar